quarta-feira, 9 de junho de 2010

Ser, não ser.


Ser ou não ser? Mera dúvida que paina sobre todos num exato momento da vida. E é sobre a minha que está agora. Ser ou não ser mais compreensiva, mais carinhosa, mais amiga, mais uma infinidade de coisas ; pra que ser tudo isso, se por um instante tudo isso vai ao chão, de uma vez só. E toda esperança que se tinha, acaba. Acaba. Como acreditar que tudo vai melhorar, se cada vez que me esforço termino vivendo uma decepção lastimável. Acordar e pensar: " hoje vou fazer dar certo", já não faz mais sentido. Cada vez que insisto nisso saiu com uma dor ainda maior do que a outra. Acumula, Acumula. Brigas sem nexo,palavras ao vento, sorrisor negados. Sentimento, o que sobra de sentimento? Sentimento derrotado.! Ninguém suporta. Aprendi que até os "pra sempres" mais sinceros são finitos. Não existe na realidade o que dure igualmente pra sempre. Tudo tem sua elevação e seu desgaste, tudo uma hora acaba fisicamente. Dentro de mim o amor vive,ferido,vive.
07/06 14:41H

Flávia Rezende.

Um comentário:

  1. Que legal, você escreve muito bem, meus parabéns e me desculpa pela invasão. Seu blog é bem legal.

    tem novo post no meu blog de fic, espero q goste tmbm.
    abços.

    Kimura.
    http://kimuratorredevidro.blogspot.com/

    ResponderExcluir