segunda-feira, 17 de maio de 2010

Complexa comparação.

Fiz uma comparação inusitada.
O amoe e os órgãos homólogos.
Sim, o amor e os órgãos homólogos
Explicarei!
Os órgãos homólogos são órgãos de origem embrionária semelhante e podem desempenhar funções distintas,dependendo do seu habitat.
Assim como o amor, que já recebemos no leito materno,quando ainda somos apenas um embrião,e conforme crescemos desenvolvemos formas de amar, desenvolvemos o que é o amorpara nós mesmos,dependendo muito com quem nos envolvemos,no meio em que vivemos.
Ambos têm a mesma estrutura, como as asas de um morcego e as nadadeiras de um golfinho; e meu amor pela minha mãe e pelo meu namorado.Mesma intenção do querer bem,desenvolvidas de formas diferentes ,por meios diferentes.
Queria que fosse fácil entender o amor, assim como é fácil entender os órgãos homologos com a técnologia de hoje.
A questão é que pode vir a técnologia que for, as novidades que for,nenhuma modernidade vai ser capaz de desvendar o mistério que é o amor.
Precisamos dos órgãos para sobreviver,mas consiguimos viver sem um braço ou perna.
Será que consiguimos e podemos viver sem o amor?
Eu não!
Seria justo darmos mais importância a aspéctos os fisicos à amorosos?


Flávia Rezende.

5 comentários:

  1. Eu não consigo pensar em uma comparação mais certeira! O amor tem este efeito mutatório, de crescer, de ser de tantas formas... Gostei muito do que li! Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Amei o texto e a comparação

    obrigado pelo comentário no meu texto.

    Estou te seguindo.. segue também?

    ResponderExcluir
  3. A o amor, aquele sentimento que muitos julgam conhecer, aquilo que cria barreiras e mesmo assim nos fere, aquele motivo que usamos para não irmos contra as leis sociais, o amor, tão belo e confuso, tão racional em suas explicações, tão complexo em seu funcionamento.
    se tem uma lei universal neste universo, neste cosmo, nessa existência, é a mudança, o transformar, apesar de muitos seguirem a ordem, o caos das mudanças sempre estão ao nosso redor e o amor é uma das ferramentas que o caos usa para fazer seu trabalho, renovar a realidade, não deixar ela estagnar e morrer.
    :
    :
    curti a comparação
    :
    http://bonecozumbie.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. adorei demais seus textos
    boa demais a comparação .

    ResponderExcluir